A Nova Direção proposta aqui é uma retomada de rumos já tomados pela Igreja. resgatar valores antigos, mas sem perder o contato com a realidade atual. A mensagem de Jesus continuará relevante, mesmo que seque a erva e murche a flor.
Tudo o que vem dele, é permanente.
O amor de Cristo por nós, sua Palavra, suas promessas e sua posição única no topo do universo, continuam sendo as mesmas, aconteça o que acontecer na base. Se for preciso, vamos mudar o rumo e voltar atrás, para bem longe da cauda.
Mostrando postagens com marcador Batalha Espiritual. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Batalha Espiritual. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Pessoas erradas nas mãos de quem sabe usá-las corretamente.

Um artigo.

A única ferramenta de guerra que cabe nas mãos de Deus somos nós mesmos. Somos armas feitas sob medida e eficientes apenas enquanto somos manuseados por Jesus Cristo, o supremo espadachim. As armas, que somos no, não estão em nossas mãos, mas nas mãos dele. 

Como Isaías, devemos dizer: eis-e aqui, e via-se "a mim" (Is 6). Mesmo pessoas erradas nas mãos certas são mais eficientes do que instrumentos corretos colocados em mãos erradas.

Frases, métodos, espadas invisíveis, óleo ungido, amuletos gospel e posturas litúrgicas não funcionam. Fabricação nossa em mãos erradas como as nossas, não funcionam direito. Cortam sintomas e não causas. Deus não constrói objetos transcendentes para usos iminentes e pontuais. Ele constrói pessoas prontas para uso em tempo integral e preparadas para o que der e vier.



Somos cartas e espadas moldadas e fundidas na fornalha de Deus, que tomam o formato do amor, e cujo comportamento é construído com o Evangelho da Paz, ligados pela fidelidade, montados com abundantes partículas de domínio próprio, contidos pela mansidão, pela longanimidade e capacitados a implantar a justiça.

Recitar palavras tiradas de liturgias exorcistas sem forjar estas atitudes no oprimido, são placebos de efeito psicológico e passageiro. Deus não usa papagaios, coisas e recitacoes, ele usa gente.

1 Co 3.9. Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus.

Ubirajara Crespo 

terça-feira, 11 de agosto de 2015

O urubu pousou na mostarda

O Corpo virou instituição e revelou o potencial devastador por detrás de uma semente de mostarda.



Mt 13.31. Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante a um grão de mostarda que um homem tomou, e semeou no seu campo.

Estamos testemunhando um processo, inicialmente lento e gradual de transformação previsto na parábola da mostarda. Uma semente planejada para ser uma hortaliça se transforma em árvore. 

É óbvio que, ao atingir o clímax desta mutação, a árvore forneça abrigo para as aves do céu, expressão muito usada para descrever aves de rapina. O próximo passo é expulsar de seus galhos mais altos, as aves inofensivas, que estavam ali para cantar para os passantes, agora transformadas em auditório mantenedor de pregadores e cantores profissionais.

Mt 13.32. o qual é realmente a menor de todas as sementes; mas, depois de ter crescido, é a maior das hortaliças, e faz-se árvore, de sorte que vêm as aves do céu, e se aninham nos seus ramos.

O próximo passo logico, é produzir frutos venenosos, promessas vãs, esperanças vazias, manipulações emocionais, e fornecer abrigo para toda espécie de animais peçonhentos. É nesse momento, que a corporação religiosa, ao invés de curar, machuca, ao invés de alimentar, suga e ao invés de proteger, ameaça.

Mt 13.25. mas, enquanto os homens dormiam, veio o inimigo dele, semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. Quando, porém, a erva cresceu e começou a espigar, então apareceu também o joio.

Não é à toa, que Deus diz, na Palavra, aos seus membros, que preservaram o seu estado original: sai dela. Perdoar é preciso, mas espere pelos frutos não verbalizados do arrependimento e pela manifestação clara de mudança, do lado de fora e não de dentro. A contaminação está espalhada neste ar.

Ap 18.3. Porque todas as nações têm bebido do vinho da ira da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de suas delícias. Ouvi outra voz do céu dizer: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas.

A Igreja institucionalizada se transformará no local mais impróprio para alimentar a verdadeira fé.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Institucionalização da Missão

Institucionalização do que deveria continuar sendo uma Missão

Mt 24.2. Mas ele lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não se deixará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada.

Instituições religiosas ou não, geradas para sustentar uma missão, podem se transformar no seu caixão.

Com o tempo a missão deixa de ser sustentada pela instituição e passa a ser a sua única fonte de sustento. O programa televisivo, a Igreja, o seminário teológico, a evangelização e a música deixam de ser o veículo transportador e se transformam na carga a ser transportada por este mesmo público.

Aqueles, que atraímos com opunha programa, são atraídos com o objetivo de fornecerem recursos para manter o programa funcionando. 

Você precisa continuar sendo a minha missão, a mensagem deve continuar sendo o seu alimento, eu devo continuar sendo o veículo, que leva o alimento até você é Deus continuar sendo o meu sustentador.

Quando estas pedras mudam de lugar, a casa cai. O programa deixa de ser o meio às pessoas deixam de ser o fim eu passo a ser o objetivo é Deus deixa desmerecer a fonte.

Foi assim, que o sistema legal transformou o homem em seu beneficiador. Quando o sábado passa a se alimentar da despensa do humano, morreu e no seu lugar vive um farsante, que precisa ser enterrado logo, antes que contamine as pessoas com a sua morte e exija de gente inocente, que carregue o seu caixão.

Um coisa passou a ser outra coisa e outra coisa passou a ser uma coisa.

Ubira crespo

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Luzes da Ribalta Evangélica

Uma equipe composta por dois neurocirurgiões, um ou dois anestesista e 3 enfermeiros, dedicam a um único paciente, 5 a 10 horas de seu dia para atenderem um único paciente de cada vez. Naquela sala você vê equipamentos, que custaram milhões de dólares e algumas daquelas pessoas se dedicaram cerca de 12 anos de estudos para poderem estar ali. Junte a isto os custos da construção, os impostos e os altos salários pagos a nestes profissionais para mante-los naquele emprego. 

A maioria dos pastores neopentecostais não têm nenhum preparo acadêmico, preferem atingir o povo no atacado, reunindo-os todos de uma vez em um local, para lhes falar à um só tempo. Dificilmente estão dispostos a visitar seus membros mais pobres, atender uma mesma pessoa por mais de meia hora e a divulgar seu telefone para atender emergências noturnas e diurnas. 

Mesmo assim, fazem questão de serem chamados de pastores, bispos ou apóstolos. O próprio significado da palavra pastor, diz que usam estes títulos equivocadamente. 

Poderiam se dar bem na posição de animadores de auditório, discursadores de palanques, apresentadores de programas de calouros e até como camelôs. Por algum estranho motivo, permitiram que a vida os levasse até o ponto de serem chamados de pastores. 

Segundo a Bíblia, o bom pastor dá a vida pelas suas ovelhas, deixa as 99 esperando por ele no auditório para correr atrás daquela que se perdeu pelos botecos, prostibulos, boates, bares, bocas de fumo, cracolandias, e motéis. Do jeitinho como fez o nosso Supremo pastor. 

Creio que estes lugares deveriam ser mais frequentados pelo clero, mas sempre à procura de almas perdidas e doidinhas para serem achadas e redirecionadas ao Corpo de Cristo. 

O que você acha? 

Talvez esteja até perguntando se eu já fiz isto.

Ubirajara Crespo 

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Um novo Evangelho

O Evangelho em liquidação

A principal função de um pastor é informar a Deus sobre tudo o que suas ovelhas gostariam de receber ou informar as ovelhas o que Deus quer delas?

Confesso que estou confuso com tantas ofertas de bênçãos a custos cada vez mais baixos. 

Colossenses 1:9. Por esta razão, nós também, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir que sejais cheios do conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e inteligência espiritual.

Perceba que o conteúdo da oração de Paulo pelos Colossenses era por conhecimento da vontade de Deus, pois ele, como onisciente, não precisa desta informação. Em contrapartida, o mesmo nível de conhecimento da vontade de Deus não ocorre conosco, pois, naturalmente, somos movidos pelos desejos da nossa carne e não pela vontade de Deus.

Se a carne milita contra o Espírito, tudo o que mais precisamos é de libertação desta influência e de sintonizar nossos receptores com a vontade de Deus. Para fazer isto, preciso deixar de lado todas aquelas tentativas de transformar o Senhor em um servo contratado para realizar meus desejos.

Vivo para agradar ao meu Senhor, que pagou um alto preço para me conquistar enquanto eu não fiz nada para conquista-lo. Ele me amou primeiro. Agora é a minha vez de agrada-lo, e creio que não há nada que o deixe mais feliz do que transformar os meus desejos nos desejos dele.

O homem natural não entende não sujeita e nem disponibiliza suas capacidades intelectuais para servirem ao intelecto superior de Jesus. Somente Jeová sabe até onde nos levará um desejo carnal satisfeito. Ele cuida para que não nos desviemos do propósito maior e melhor e avisa quando desviamos dele.

Quero isto para mim!

E você, o que quer?

Ubirajara Crespo

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Quando a fé adoece...

Mateus: 16. 24. Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me; 25. pois, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á.

Nossa luta não é contra carne ou sangue, mas a favor, e nem por isto deixa de ser violenta.

Não será costurando acordos que avançaremos, mas conquistando corações.

Acordos exigem que ambos cedam e o Reino de Deus não tem nada a ceder.

Não foi à toa que Jesus decidiu impor as suas leis no tapa e na raça.

Se ele deixar isto por conta do sistema eclesiástico atual, a mensagem de Cristo cederá tanto, que ganhar o mundo para cristo exigirá uma adaptação da nossa mensagem tão grande, que nos aproximaremos mais dele do que ele de nos, tornando a nossa pregação irreconhecível.

Estes arranjos visam assucarar tanto a nossa alianca com Deus, que até o diabo a assuma. 

Estamos cozinhando um contrato confessional, que transformara o Evangelho em um caldo ralo e intragável.

Jesus perguntou se na sua volta haverá fe na Terra, Entenda fé como uma referencia à sa doutrina, pois naqueles dia haverá até fe-de-mais, mas cancerosa e em estado terminal.

Não deixe a sua fé enfermar, meu amado, guarde-a com a sua própria vida, pois haverá muito mais para ser perdido do que a vida, por quem não conservar a fé.

Ubiracrespo

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

O direito à primogenitura de Cristo

Colossenses 1:15-16 NTLH: Ele, o primeiro Filho, é a revelação visível do Deus invisível; ele é superior a todas as coisas criadas. Pois, por meio dele, Deus criou tudo, no céu e na terra, tanto o que se vê como o que não se vê, inclusive todos os poderes espirituais, as forças, os governos e as autoridades. Por meio dele e para ele, Deus criou todo o Universo.

*Antes de ser o primogênito, Jesus era o unigênito, o único. Precisou existir como homem, para encabeçar uma raça composta de seres humanos, a qual recebeu o título de filhos de Deus.

Ele foi o primeiro homem nascido de mulher, a ser gerado pelo Espírito Santo, sendo, portanto o primogênito entre todos os filhos de Deus. Estende o título de filhos a todo que crer nele. Este Novo Nascimento é gerado pelo mesmo Espírito Santo que implantou uma semente capaz de fecundar o ventre de Maria. Na qualidade do primeiro desta raça, foi chamado de Segundo Adão, ou seja o cabeça de uma nova raça.

*Ele só foi chamado de primogênito depois que um povo, constituído por renascidos, passou a existir.
"... todos que nele creram foram chamados de Filhos de Deus (Jo 3.16).

*Do mesmo modo só se tornou Judeu depois que Abraão inaugurou a nação, mas a sua existência precedia ao maior de todos os patriarcas. 'Eu afirmo a vocês que isto é verdade: antes de Abraão nascer, “ Eu Sou ”! — respondeu Jesus" (Jo 8.58).

*Jesus só foi chamado de Rei dos Judeus depois que Israel adotou a monarquia, no entanto, ele já reinava desde a fundação do mundo e reinará para sempre. A condição precede a existência do título."Mas a respeito do Filho ele disse: “O teu Reino, ó Deus, vai durar para todo o sempre. Tu governarás o teu povo com justiça (Hb 1.8).

Nossa eternidade tem no nascimento a sua data de inauguração. Jesus não foi inaugurado no dia em que saiu do ventre de Maria, sua eternidade tem passado e tem futuro. O tempo é apenas um intervalo entre a eternidade passada e a eternidade futura.

Sua primogenitura era uma condição, anterior ao seu registro na Terra. Não nasceu, em sentido lato, ele encarnou. Jesus recebeu o título de segundo Adão, mas não veio a existir depois do primeiro, estava lá antes e foi ele quem o criou.

Cl 1:16: Pois, por meio dele, Deus criou tudo, no céu e na terra, tanto o que se vê como o que não se vê, inclusive todos os poderes espirituais, as forças, os governos e as autoridades. Por meio dele e para ele, Deus criou todo o Universo.

Ubirajara Crespo

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Quem venceu esta batalha?

O vitorioso durante uma guerra espiritual não é definido pelo tamanho do demônio, mas pelo tamanho da minha fé ou das minhas vulnerabilidades.

Fé entusiasmada e grande, mas acompanhada de comportamentos (pecados) que fragilizam, se anulam.

Quando um ministério, que se diz de libertação, desvia a sua atenção para genealogias demoníacas, escalas e hierarquias angelicais, está lhe prestando um desserviço.

Olhe para você mesmo, é exatamente aí que está o problema. Um pecado não confessado causa separação entre nós e o nosso Deus (Is 59.1,2), mas um pecado confessado e deixado, move a mão de Deus a nosso favor (1João 1.9).

Como te roguei, quando parti para a macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina,
nem se dêem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora.
Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida.
Do que, desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas; querendo ser mestres da lei, e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam.

1 Timóteo 1:3-7

Ubirajara Crespo

http://bible.com/n/1Ioml O vitorioso na Batalha espiritual

sábado, 11 de janeiro de 2014

Evolução, uma tese difícil de provar


A evolução parece contrariar definições clássicas do que é a ciência. A mais comum diz que a ciência precisa de fatos observáveis para chegar à conclusões seguras. 

Os evolucionista, no entanto, apresentam fatos não observáveis, visto que ocorreram há bilhões de anos atrás. Para defender as suas teses precisam de muito, mas muito tempo mesmo, o que impede a observação ao vivo e a cores do momento em que ocorreu a mutação. 

É assim que eles transformam dinossauros em formigas, pulgas em elefantes e mosquitos em girafas. Precisamos de um tempo do qual não dispomos para observar as ocorrência destes "fatos".

Documentação paleontológica são testemunhas mortas, carimbar esta documentação como testemunho válido é uma definição que se aproxima muito da definição de uma sessão espírita. 

Para convencer o mundo de que a evolução é uma ciência, seus defensores fazem de tudo para conectarem os fósseis entre si, embora o seu testemunho não tivesse valor de prova em um tribunal. 

A atual investigação científica ajuda, mas não a ponto de elucidar crimes ocorridos em ambientes tão diferentes e épocas tão remotas. Além disto, teríamos de descartar toda e qualquer possibilidade de que a cena do crime não tenha sido manipulada ou alterada por catástrofes ambientais como dilúvios, terremotos, tsunamis, etc.

Além disto, são inúmeras as tentativas dos darwinianos para criar novas leis e definições do que é científico ou empírico. No fundo, tudo é feito visando provar que Deus não existe, e que não temos nenhum compromisso moral com ele. 

O salmista já falava deste tipo de projeto humano ao citar o que ele entendia como um grito de independência. 

Sacudamos de nós os laços impostos pelo altíssimo (Salmo 2).

Ubirajara Crespo

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Especialides religiosas

A tendência para a especialização se instala progressivamente nas Igrejas. Já se instalou definitivamente em diversas áreas de saúde, ensino e pesquisa.
Estamos sabendo cada vez mais sobre cada vez menos.
Isto exige um preparo extra para quem escolher determinada especialização.

No que se refere à Igrejas, este preparo nem sempre é exigido com o mesmo rigor. Uma placa na entrada so templo, um anúncio na TV, alguns testemunhos e atividades voltadas especificamente para um público alvo cada vez mais segmentado, já fazem com que o grupo ganhe a fama de especialista na área.

Há Igreja para quase tudo: gays, viciados, artistas, empresários, divorciados, prostitutas, portadores de HIV, etc.

Se esta tendencia se fortalecer, como parece ser o destino destes grupos, logo teremos sub divisões em cada uma destas especialidades.

Isto parece inevitável, em um universo religioso onde não há um órgão regulador, como o CRM (Conselho regional de medicina) e a OAB, por exemplo, que só permitem o exercício da profissão e de suas especialidades depois de satisfazer requisitos específicos da área.

Entre oa religiosos, basta dar na telha, o galinho brilhar em cima de algum monte, um arrepio na coluna vertebral, uma esquentada na orelha esquerda, um estatuto social e um endereço, que já se pode começar.

É Vapt! Vupt!

A coisa toda parece assumir proporções endêmicas e ainda não foi descoberta nenhuma vacina capaz de conter o alastramento deste vírus, o que faz com que isto permaneça, por tempo indeterminado, totalmente fora de controle.

Só nos resta dizer: "Miserigraça e muita paciência" conosco, Senhor, pois apenas um destes componentes não bastaria para afastar de nós a ira do Senhor.

Ubirajara Crespo

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Você não precisa de intermediação.

Acabo de ser contlvidado para comparecer à um local onde poderei receber a bênção apostólica e respondi assim:

Agradeço o convite genérico, mas me vejo obrigado a declinar. Só aceito a bênção divina. O que passa através de um ser humano, não importa o título que ostenta, pode se contaminar com a soberba, com a mágoa, com a ambição e com o seu gosto pela grandeza.

Jesus jamais estimulou níveis de sacerdócio: sumo, sênior, Max, mídi, júnior, Big ou mini. Isso é coisa de instituição, da indústria religiosa.

O véu se rasgou para todos. O tamanho do título ou a posição ocupada na hierarquia da sua estrutura religiosa não determinam o tamanho do rasgo do véu que nos separava do "santíssimo lugar". 

O véu se rasgou de cima até em baixo para que todos possam atravessá-lo. Ali, Jesus não permite o uso de "tesouras pastorais, apostólicas, diaconais, presbíterais e missionárias, mesmo porque não sobrou nada para rasgar.

Entre ousadamente. O sacrifício de Jesus eliminou, inclusive o uso de muletas. Você foi curado, não volte para a lixeira tentando recuperar a mesma cadeira de rodas que Jesus destruiu na Cruz.

Foi para a liberdade que Cristo libertou você, não se ponha novamente sob jugo de escravidão Gl 5,1).

O engano se esconde atrás de uma piedosa e moderna verborragia bíblica.

Não crítico, pelo menos nesta postagem, o uso de títulos concedidos por instituições religiosas como uma forma de organização administrativa, e apenas isto. Falarei sobre o assunto em oura ocasião.

Rejeito, veementemente, a criação de castas sacerdotais construídas como se fossem escadas pelas quais as ovelhas devem subir até Deus.

"Há um só mediador entre Deus e o homem, Jesus Cristo, homem".

Para quem não sabe está Palavra é uma citação bíblica literal. Quem não sabe disto é porque não lhe interessou saber.

Ubirajara Crespo

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Britânico pega 6 semanas de cadeia por ter relações sexuais com cabra

Rapaz se envolveu com animal em abril.

Robert Steven Newman foi condenado no quinta.

Do G1, em São Paulo

Homemadmitiu que manteve relações sexuais com cabra (Foto: Joe Klamar/AFP) 
 
Homem admitiu que manteve relações sexuais com cabra (Foto ilustrativa: Joe Klamar/AFP)
 
O britânico Robert Steven Newman foi condenado a seis semanas de cadeia após admitir que manteve relações sexuais com uma cabra.

O jovem de 23 anos foi sentenciado no dia 12 de setembro por um tribunal de North West Wiltshire por ato sexual envolvendo animal.

Segundo a investigação, Newman, natural de Devizes, manteve relações sexuais com o animal entre os dias 5 e 16 de abril.

COMENTÁRIO:

Será que a aprovação deste tipo de relação uma das próximas lutas no congresso?

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Explicação a gente dá para porteiro

Dt 18:15,16: "O SENHOR, teu Deus, te suscitará um profeta do meio de ti, de teus irmãos, semelhante a mim; a ele ouvirás, segundo tudo o que pediste ao SENHOR, teu Deus, em Horebe, quando reunido o povo: Não ouvirei mais a voz do SENHOR, meu Deus, nem mais verei este grande fogo, para que não morra". 

Moises profere uma profecia messiânica, prometendo um profeta que, como ele, atuaria como porta voz de Jeová.

Esta profecia veio de encontro ao pedido do povo para que Deus não mais lhe falasse diretamente, mas por intermédio de alguém, como fazia Moises. A experiência anterior ao pé do monte, não foi das mais agradáveis. 

"... Não ouvirei mais a voz do SENHOR, meu Deus, nem mais verei este grande fogo, para que não morra". 

Ao escutarem a voz de Jeová, tiveram a impressão de que os seus lábios eram a porta aberta de uma grande fornalha. Sentimento típico de uma pessoa endividada que inadvertidamente esbarra com o seu credor. 

- Qual será a explicação que darei desta vez? Pensa ele.

A Palavra de Deus só ganha forma de fornalha para a alma inflamável. O combustível é fornecido por nos e não pelas Palavras que procedem da boca de Deus. A situação aqui descrita se repetiu mais tarde, quando Jesus foi rejeitado pelos seus, que preferiu não se expor a uma luz que revelava o estado de sua alma. Assim amaram mais as trevas do que a luz.

Ao pedirem a Moises por um intermediário, pelo menos reconheceram seu despreparo, mas adiaram descontaminação cultual absorvida no Egito. Sua contaminação foi mostrada ao construírem um bezerro de ouro como objeto da sua devoção. 

Ao serem cobrados disseram: 

- Moises demorou para voltar do monte e pensamos que ninguém mais nos guiaria até Jeová e construímos um bezerro para nos pastorear. Foi assim que bezerros e outros animais foram promovidos a pastores. 

Explicações não pagam dívidas nem perdoam pecados, são placebos que apenas amenizam as dores da nossa consciência. Quem encobre as suas transgressões jamais prosperará. Melhor do que justificar, melhor admitir.

Tem gente demais na fila daqueles que se candidatam ao cargo de profeta. A maioria deles é movida por soberba, dinheiro, aplausos e alucinações. Somos tolerantes demais com este pessoal, talvez porque se apertarmos, eles pulam para outro galho e levam consigo uma quantia razoável de incautos e de ofertas.

Ubirajara Crespo

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Espiritualidade programada

Pv 23:7: "Porque, como imagina em sua alma, assim ele é; ele te diz: Come e bebe; mas o seu coração não está contigo".

Nossos pensamentos mais frequentes revelam as fogueiras mais ardentes que carregamos na alma. Foi pensando nisto que Paulo, o apóstolo recomendou aos filipenses que, em contrapartida, ocupássemos nossas mentes com o que é puro, de boa fama e agradável.

Ao criar em mim um habitat para bons pensamentos eles se enraizam, crescem e fornecem material para a construção de atitudes, disposições e valores. Procedimento incentivado pelo salmista, que insistia em dizer para sermos como as árvores que crescem junto aos mananciais.

Somos o Site de Deus na rede, mas precisamos ser instalados, abastecidos de dados, executados e reagir aos comandos do programador correto. A Palavra de Deus reprograma nossos pensamentos e enche a nossa mente com a lógica de Deus.

Antes de conhecer a Jesus a minha cabeça foi programada pela pessoa errada e preenchida com pensamentos errados. Minhas reações eram determinadas pelo ambiente e pelas minhas paixões. Quem me mandou abrir a mente para este tipo de influencia? Incapaz, limitado, introvertido, feio, é o que eu achava de mim mesmo.

Hoje eu reconheço que sou incompetente para tarefas técnicas e manuais, mas sou bom como pensador e escritor. Meus piores momentos acontecem quando empunho martelos, chaves de fenda e furadeiras, mas os meus melhores momentos ocorrem quando penso e coloco isto no papel.

Não nego minhas fraquezas e nem faço de conta que sou humilde rejeitando minhas capacitações. Eu sou o que Deus pensa de mim. As vezes ele mostra minhas fraquezas, mas outras vezes as minhas forcas. 

- Agora que te conheço, Jesus, os meus pensamentos são os teus pensamentos e os meus caminhos são os teus. Reconheço que escorrego com uma frequência maior do que eu gostaria, mas levanto e continuo a minha jornada.

Preciso da tua mão nestes momentos, para me ajudar a permanecer de pé. Sem ti eu nada posso ser ou fazer.

Amem! 
 
Ubirajara Crespo

domingo, 8 de setembro de 2013

Olho no olho


At 20:31: "Portanto, vigiai, lembrando- vos de que, por três anos, noite e dia, não cessei de admoestar, com lágrimas, a cada um". 

A palavra admoestar deve ser "parakalew", no grego, e significa consolaran incentivar, exortar e animar a cada um, ou um por um e não apenas em reuniões coletivas, como fazem hoje os pastores, que nem sabem o nome de suas ovelhas. 

Era olho no olho, em meio a abraços, enquanto enxugava as lágrimas e quando andava com eles pelas ruas de Tessalonica.


A maior característica de um pastor é não estar focado na instituição, mas nas pessoas. Quem deve se concentrar em atividades administrativas é o administrador e não o pastor.

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Caça ou caçador?


Hoje é dia de caçar. Não para abater, temperar, congelar, fritar e comer, mas para levantar, capacitar, ativar capacidades, treinar, aperfeiçoar e a apresentar ao mundo.



Jesus nos enviou para fazer discípulos e isto significa ser trampolim, escada e elevador. Levar para cima e mante-la no alto.




O discipulador se alegra quando é ultrapassado em seus feitos, enquanto o seu lado lobo teme ser ultrapassado, é invejoso e se sente particularmente atacado quando alguma de suas ovelhas sobe uma montanha mais alta do que a dele.




Jesus nos liberou para fazer as mesmas obras que ele fêz, e ainda maiores. Comece, hoje mesmo a repassar para suas ovelhas aquilo que o nosso amado Rabi passou para nos.




Seja como ele e não como o seu inimigo que tenta roubar, matar e destruir seu desprendimento, seu desapego, sua capacidade de caçador de talentos.

Ubirajara Crespo

                   

quinta-feira, 29 de agosto de 2013


Gn 11:31: "Tomou Tera a Abrão, seu filho, e a Ló, filho de Harã, filho de seu filho, e a Sarai, sua nora, mulher de seu filho Abrão, e saiu com eles de Ur dos caldeus, para ir à terra de Canaã; foram até Harã, onde ficaram".

Uma aliança entre Deus e a família de Abraão gerou a nação Israelita. É provável que esta convocação precedesse a chamada feita a Abraão. Terá, seu pai, até iniciou a jornada em direção a Canaã, mas alguma distração secundaria oferecida pela Terra de Harã, o desviou da meta prioritária que era Canaã.

Foi assim que a família retirante entalou em Ur, cuja lama deve ter esculpido figuras que encantaram os viajantes. Quem nunca atolou, mesmo que distraidamente, em alguma via secundaria? A lama de nossos interesses e cobiças parece nos atrair e nos desviar da meta principal. Ali ficamos, sem nos movermos para frente ou para trás. Satanás sabe esculpir figuras atraentes e encantadoras, feitas com o material que nos agrada mais. Alguns gostam de barro, outros de prata e todos gostam do ouro, sexo, dinheiro e fama.
Não foi nada fácil para Ló, tirar as suas carroças do sal que temperava a luxuria de Sodoma. Houve até quem ficasse nele definitivamente. "E a mulher de Ló olhou para trás e converteu-se numa estátua de sal" (Gn 19:26).
As ligações espirituais entre os descendentes de Terá, permaneceram, apesar de estarem divididos. Lembre-se de que os primeiros patriarcas se sentiram obrigados a buscar suas esposas entre os que estacionaram em Harã, preservando, assim, os laços familiares. Um sinal quase evidente de que já havia um compromisso.

Gn 24:7: "O SENHOR, Deus do céu, que me tirou da casa de meu pai e de minha terra natal, e que me falou, e jurou, dizendo: À tua descendência darei esta terra, ele enviará o seu anjo, que te há de preceder, e tomarás de lá esposa para meu filho".

 Ubirajara Crespo

terça-feira, 27 de agosto de 2013

O que você fêz hoje para ter uma mente como a de Cristo?

O que você fêz hoje para ter uma mente como a de Cristo?


 Jesus teria sido mais sensível do que você foi com o erro de alguém?

 Mostrou mais agressividade com sua esposa (o) do que deveria?

 Pode dizer o seguinte:

 - Não fumei, não bebi e nem falei palavrão.

Mas em que isto é mais relevante do que deixar de ser misericordioso, afetivo e deixar de abraçar seu cônjuge?

Ao contar uma historia
deu mais uma volta no parafuso?
 
Se nos dois falhamos nestas coisas, então precisaremos de mais alguns dias para seguir mais adiante neste negocio de pensar e sentir como Jesus.
 

Não sou isento e tenho ca as minhas dívidas nesta área da minha vida crista.
 

Hoje a tarde eu orei ao Senhor pedindo que jamais o abandone. Sei la! Um descuido, uma maluquice, uma provocação, um descontrole emocional, um mal entendido.
 
Preciso vigiar e jamais relaxar.
 

Durma bem, amanhã você terá outras oportunidades para acertar.
 

Tente aproveitar.
 

Vamos combinar o seguinte: ore por mim e eu oro por você.

Ubirajara Crespowww.agape.com.br

sábado, 17 de agosto de 2013

Letras do louvor Gospel

Notou que as letras dos cânticos de guerra se concentram nas circunstâncias fora de nos?

- Aos demônios ordenamos que caiam por terra.
- As muralhas ordenamos que sejam derrubadas.
- Aos inimigos determinamos que sejam derrotados.

Gostaria de ver incluídas nas letras as atitudes e compromissos com Deus que geram autoridade para dizer estas coisas para demônios, circunstâncias e situações.

Será que a minha parte na guerra espiritual é somente declarar?

Onde entra a santidade?

Posso repreender os opressores sem controlar meu próprio comportamento?

O demonio obedece a quem é agressivo com a esposa, teimoso, cobiçoso, invejoso, etc.

Onde entram declarações como não amar o mundo e aquilo que nele há?

Letras assim se tornarão sucesso de venda?

É claro que musica com forte teor emocional vendem muito mais.

Vai depender do objetivo do compositor:
Vender ou ensinar?
Honrar ao Senhor e/ou ganhar dinheiro com isto?
Depende também do que queremos ouvir.
Qual tipo de indústria de louvor você quer alimentar com suas compras?
 
Ubirajara Crespo

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

QUER RESISTIR AO DIABO?


Tia 4:7 "Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós". 

Alguns processos de libertação parecem sinalizar que o trabalho mais duro fica com os demônios: 

Tá amarrado! diz o ministrante, mas podem surgir algumas perguntas que merecem esclarecimento. 

Com o que ele será amarrado? O demônio espera ate aparecer alguém para dar o no final? Na falta de quem o faça, ele amarra a si mesmo?

Não creio que esteja nem um pouco motivado a obedecer esta ordem.

- Caia por terra! Diz outro ministrante. E se ninguém o derrubar? Quem mais fara o serviço e como será feito? Se jogar voluntariamente, no chão, certamente ele não fará.

O papel de um ministrante não se resume a distribuir ordens que os demônios devem se esforçar para cumprir. Afinal, eles não são seres tão submissos e manipuláveis como alguns desejam que pareçam.

Os fariseus notaram que Jesus falava como quem tem autoridade, mas não eram capazes de detectar a sua procedência. Os demônios sabiam, por isto obedeciam. Precisamos nos ligar a mesma fonte para adquirir a mesma autoridade.

Provavelmente a autoridade de Cristo viesse do fato dele ser um com o Pai, situação que esta ao alcance de todo aquele que crê. Quem se ligou assim ao Pai, foi Pedro e nos ensinou como resistir ao diabo: Submetei-vos a Deus. O nome desta receita é cola/descola. Ao colar em um, se descola do outro. Nem precisa fazer um roteiro para filmes exorcistas de longa duração. 

Submeter-se é o mesmo que resistir.
Tentando impressionar ao publico de seus adeptos, o diabo fez um pacto com alguns falsos mestres que poderia ser resumido da seguinte maneira: 

Você finge que me amarra e eu faço de conta que fiquei amarrado.

Ou então:

- Você faz de conta que me derruba por terra e eu que caí.

Simulação exorcista para enganar multidões boquiabertas diante de processos onde quem mais aparece é o diabo. 

Submeta-se a Deus libertando-se dos laços do maligno. O verdadeiro ministrante de libertação fala mais ao povo do que ao demônio, exortando a deixar praticas malignas como indiferença, maquiavelismo, falsidade, trapaça, e intimidação.

Submete-se a Deus quem se deixa dominar pelo Espírito Santo e manifesta seu fruto: Amor, Paz, longanimidade, sensibilidade, misericórdia, fidelidade, etc. 

Submetei-vos a Deus e Resisti ao diabo (Tia 4).

Ubirajara Crespo