A Nova Direção proposta aqui é uma retomada de rumos já tomados pela Igreja. resgatar valores antigos, mas sem perder o contato com a realidade atual. A mensagem de Jesus continuará relevante, mesmo que seque a erva e murche a flor.
Tudo o que vem dele, é permanente.
O amor de Cristo por nós, sua Palavra, suas promessas e sua posição única no topo do universo, continuam sendo as mesmas, aconteça o que acontecer na base. Se for preciso, vamos mudar o rumo e voltar atrás, para bem longe da cauda.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Corpo administrado pelo apêndice

Que um outro te louve, e não a tua própria boca; o estranho, e não os teus lábios. Provérbios 27:2 

Expressões comuns em discursos políticos, passaram a integrar as mensagens de alguns de nossos maiores pregadores. Este costume nasceu da necessidade de se defenderem com muita veemência diante da proliferação descontrolada de acusações, sendo algumas justas e outras injustas. Fazem parte destes chavões expressões como: "Meu caráter ilibado", "minha honestidade", "meu labor", minhas lutas a favor dos carentes", "meu espírito de servo", "Minha idoneidade", "Meu desprendimento" etc. 

Eu acho melhor deixar as pessoas perceberem. O púlpito jamais deveria ser usado para falar de suas qualidades. Advogados de defesa deveriam ocupar as dependências do forum e não da Igreja. Sem julgar o mérito de cada um, mas apenas o teor e a conveniencia deste discurso, ao ouvi-lo da boca de alguém que se intitula como pastor, "dá um nó nas tripas".

Somos humanos e como tal, tendemos a nos colocarmos em uma posição intocável, posição que é facilitada em administrações piramidais. Corro o risco, caso alcance o vértice desta pirâmide, de não ver ninguém na minha frente. A crítica nem é tanto ao sistema, mas aos que o administram, pois qualquer sistema funciona nas mãos de uma pessoa que deseja agradar a Deus acima de qualquer coisa.

Creio que esta advertência não servirá para quem já está lá em cima, sofrendo a vertigem das alturas e uma conveniente surdez existencial. Falo para nós, inclusive eu, que ainda estamos do lado de baixo da pirâmide, tentando montar uma escada que nos leve ao topo.

O profeta Natan repreendeu Davi por causa do seu adultério com Bate Seba. Precisamos de mais Natans, com coragem de profetizar, mas também precisamos ser como Davi. Os Davis se arrependam e são curados. Davi se curvou apesar de ser rei, fez as vezes do seu sucessor eterno, pois Jesus abdicou de suas prerrogativas divinas e se tornou um homem comum. Jamais mostrou títulos, faixas, pedestais, armas e brazões. Assim devemos ser.

Uma vez procurei uma pessoa com sintomas de vertigens e o confrontei pessoalmente. A sua reação não foi nada parecida com a de Davi, mesmo porque ele não tinha o mesmo caráter de Davi. Montou nos seus tamancos e disse: Como ousas confrontar um apóstolo?
Uma relação não pessoal, mas institucional gera este tipo de gente, mas não gera um Corpo onde a tônica é a troca e não a imposição. Quando somos um Corpo, suportamos ameaças, vergonha e morremos por ele, mas quando viramos instituição, ameaçamos, riducularizamos e matamos por ela.

Quando você resolver fundar a sua própria Igreja, não crie mais uma instituição, alimente o Corpo e seja você mesmo, parte dele e não um apêndice. Um Corpo é governado pela Cabeça e não pelo apêndice. Este fica no intestino e só sabe lidar com aquilo que o corpo rejeita. Não importa o tamanho que terá este Corpo, pois no Reino de Deus não existem vários Corpos, mas um só. Portanto, não há um que seja maior do que o outro, a menos que pulemos fora da Verdadeira Igreja.

Ubirajara Crespo