A Nova Direção proposta aqui é uma retomada de rumos já tomados pela Igreja. resgatar valores antigos, mas sem perder o contato com a realidade atual. A mensagem de Jesus continuará relevante, mesmo que seque a erva e murche a flor.
Tudo o que vem dele, é permanente.
O amor de Cristo por nós, sua Palavra, suas promessas e sua posição única no topo do universo, continuam sendo as mesmas, aconteça o que acontecer na base. Se for preciso, vamos mudar o rumo e voltar atrás, para bem longe da cauda.

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

A fera indomável

Bom dia amados

O leão de Judá é fera indomável.

A boa noticia de hoje é que a cruz nos livrou de nós mesmos e que não precisamos mais de nos guiar pelas decisões da nossa própria cabeça.

Isaías: 55. 9. Porque, assim como o céu é mais alto do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.

Ao crucificar o velho homem, Deus nos libertou dos nossos próprios caminhos e dos desejos da nossa carne e agora podemos caminhar pelos caminhos dele e não pelos nossos.

"Há caminhos que ao homem parecem direito, mas o seu ponto final é uma definitiva parada no poço da morte" (Pv 14).

Já que fomos crucificados com Cristo, vivemos para agradar a ele e não para sermos agradamos por ele.
Existimos para fazer a vontade dele e sabemos que este Deus que invadiu nossos púlpitos e tenta nos atrair prometendo realizar os nossos desejos, não é o mesmo Deus da Bíblia.
Se corrermos atrás deste Deus, esperando que ele cumpra os nossos desejos, nós o estaremos controlando e não sendo controlados por ele.
Isto seria comer novamente aquilo que vomitamos. Isto é, o nosso velho homem.

O leão de Judá é fera indomável.

Ubirajara Crespo