A Nova Direção proposta aqui é uma retomada de rumos já tomados pela Igreja. resgatar valores antigos, mas sem perder o contato com a realidade atual. A mensagem de Jesus continuará relevante, mesmo que seque a erva e murche a flor.
Tudo o que vem dele, é permanente.
O amor de Cristo por nós, sua Palavra, suas promessas e sua posição única no topo do universo, continuam sendo as mesmas, aconteça o que acontecer na base. Se for preciso, vamos mudar o rumo e voltar atrás, para bem longe da cauda.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

BESTEIROL RELIGIOSO EM LINHA DE PRODUÇÃO



Até onde podemos penetrar na misteriosa luz que revela a pessoa de Deus? Nesta busca podemos aplicar uma regra criada por Ele mesmo: "Pelos frutos ou obras o conhecereis" Tudo "o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre nós, porque Deus manifestou" este conhecimento" (Romanos 1.19).


Onde está o limite entre o finito e o infinito? Como ultrapassar a fronteira que separa os dois mundos?


Pois saiba que tudo o que cabe no espaço disponível em nossa cabeça está escrito na natureza. Esta revelação não é tão específica quanto a revelação escrita, mas é um começo, um ponto de contato, uma passagem para o etéreo.


"Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas" (Romanos 1.20). Isto torna toda a produtividade herética uma extrapolação indesculpável.


Heresia é fruto do pecado e não da busca sincera. Não passa de uma tentativa da criação de construir um deus alternativo, que seja segundo a sua própria imagem e semelhança. Ao desenhar este tipo de deus, fazemos uma vã tentativa de cozinhá-lo dentro de uma panela arquitetada por nós mesmos.


E assim montamos uma linha de produção de deuses contaminados pelas nossas distorções visuais do divino e por nossas próprias imperfeições. Mudamos a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível. Construímos imagens de deuses semelhantes a aves, quadrúpedes e répteis e colocamos (Romanos 1.23).


Com tantos deuses criados à nossa imagem e semelhança, só poderia dar no que deu e chegar onde chegamos!


****************************************
                           O TRANSE DA BUFUNFA                                    

 


Samuel Ferreira entra em transe com uma bolada aos seus pés